Lula e FHC se encontram e ensaiam aliança contra Bolsonaro | Portal GCMAIS

Jovem Pan News FM 92.9

AO VIVO
ELEIÇÕES 2022
Lula e FHC se encontram e ensaiam aliança contra Bolsonaro
Encontro entre ex-presidentes foi intermediado pelo ex-ministro dos governos tucanos e petistas, Nelson Jobim
Redação GCMAIS
Postado em 21 de maio de 2021
Lula e FHC se encontram e ensaiam aliança contra Bolsonaro

Os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Fernando Henrique Cardoso (PSDB) participaram de um almoço, marcado a convite do ex-ministro, Nelson Jobim. Uma foto do encontro com FHC foi divulgada nas redes sociais na manhã desta sexta-feira (21) na conta de Lula no Twitter. Mas, aconteceu na casa de Jobim em São Paulo, no último dia 12 de maio.

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

Leia também | Pela primeira vez, Lula admite participar da eleição em 2022: “Serei candidato contra Bolsonaro”

“A convite do ex-ministro Nelson Jobim, o ex-presidente Lula e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso se reuniram para um almoço com muita democracia no cardápio”, publicou a equipe de Lula na conta oficial do petista.

Jobim foi ministro da Justiça no primeiro mandato de FHC entre 1995 e 1997, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e titular da Defesa nos governos Lula e Dilma, entre 2007 e 2011.

Outra publicação na mesma rede social de Lula diz que “os ex-presidentes tiveram uma longa conversa sobre o Brasil, sobre nossa democracia, e o descaso do governo Bolsonaro no enfrentamento da pandemia”.

Troca de elogios entre Lula e FHC

A divulgação desse almoço agora explica os elogios trocados entre Lula e FHC nesta semana.

Na terça-feira (18) durante entrevista, FHC afirmou, que votaria no petista em uma disputa contra Jair Bolsonaro. Fernando Henrique chamou Lula de “sagaz” e “rápido”. “Desde que o conheci, fiquei admirado com a capacidade que ele tinha. Ele percebe na hora, e ele muda na hora também”, completou o tucano.

Na quarta-feira (19) Lula comentou a entrevista do antigo adversário e disse que ambos “sempre tiveram uma disputa civilizada”. “Ele me conhece bem, conhece o Bolsonaro. Fico feliz que ele tenha dito que votaria em mim e eu faria o mesmo se fosse o contrário. Ele sempre foi um intelectual e sabe que não dá pra inventar uma candidatura”, disse Lula em uma publicação no Twitter.

Leia também | Flávio Bolsonaro pede que senadores convoquem Silas Malafaia para a CPI da Covid-19

Aloysio Nunes

Outro líder tucano, o ex-ministro das Relações Exteriores Aloysio Nunes (PSDB-SP) disse avaliar como “natural” e “importante” uma possível candidatura de Lula em 2022.

“Recuperou os direitos políticos, tem que ser candidato”, afirmou o ex-senador. “Ele deve ser candidato mesmo, porque é um líder importante. É natural que seja, estranho seria se não fosse. Só não foi antes porque foi condenado por processos que agora já foram anulados por decisões do Supremo”, finalizou.

>>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<


Deixe seu comentário