Jovem Pan News FM 92.9

AO VIVO
MANIFESTAÇÃO
Mourão diz que Pazuello pode ser punido por presença no ato de Bolsonaro
Vice-presidente diz que ex-ministro, por ser general da ativa, pode ser enquadrado no regulamento do Exército, que veda participação de militar em ato político
Redação GCMAIS
Postado em 24 de maio de 2021
Mourão diz que Pazuello pode ser punido por presença no ato de Bolsonaro
Foto: Agência Brasil

O vice-presidente Hamilton Mourão afirmou, nesta segunda-feira (24), que o ex-ministro da Saúde general Eduardo Pazuello entendeu “que cometeu um erro” ao participar de um evento em apoio ao presidente Jair Bolsonaro, no Rio de Janeiro, nesse domingo (23).

“Eu já sei que o Pazuello entrou em contato com o comandante informando ali, colocando a cabeça dele no cutelo, entendendo que ele cometeu um erro”, disse Mourão a jornalistas na entrada do Palácio da Alvorada.

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

Leia também | Com participação de Pazuello, Bolsonaro participa de ato e passeio de moto no Rio de Janeiro

Mourão também disse considerar “provável” que o Exército imponha alguma punição ao militar. “Ele [Pazuello] também pode pedir transferência para reserva e aí atenuar o problema”, acrescentou.

Pazuello é general da ativa e o regulamento do Exército veda participação de militar em manifestação de cunho político. No evento do domingo, Pazuello não utilizou máscara contra a Covid-19 e subiu em um carro de som onde discursou em apoio a Bolsonaro.

Leia também | Governo do Maranhão multa Bolsonaro por não usar máscaras e provocar aglomeração no estado

Ainda segundo o vice-presidente, que também é general, o caso não deverá resultar em uma politização das Força Armadas. “Acho que o episódio será conduzido à luz do regulamento, isso tem sido muito claro em todos os pronunciamentos dos comandantes militares e do próprio ministro da Defesa”, afirmou Mourão.

Bolsonaro e seus apoiadores podem ser responsabilizados por nove tipos de infração devido ao ato no Rio: falta do uso de máscara, aglomeração, infração de medida sanitária, uso de capacete incorreto, placas de moto escondidas, falta do uso de cinto de segurança, corpo para fora do carro, manifestação de militar da ativa e pedido de intervenção militar.

>>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<

Leia também | Lula e FHC se encontram e ensaiam aliança contra Bolsonaro


Deixe seu comentário