Jovem Pan News FM 92.9

AO VIVO
POLÍTICA
AO VIVO: CPI da Covid ouve a médica cearense Mayra Pinheiro sobre cloroquina nesta terça (25)
Ela deve ser questionada sobre o aplicativo TrateCov e defesa do "tratamento precoce" contra covid-19
REDAÇÃO GCMAIS COM AGÊNCIA SENADO
Postado em 25 de maio de 2021
AO VIVO: CPI da Covid ouve a médica cearense Mayra Pinheiro sobre cloroquina nesta terça (25)
Foto: Agência Senado

A CPI da Covid começa os trabalhos dessa semana ouvindo a secretária do Ministério da Saúde Mayra Pinheiro, conhecida como Capitã Cloroquina. Ela deve ser questionada sobre o aplicativo TrateCov e defesa do “tratamento precoce” contra covid-19.

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

Leia também | Fortaleza terá repescagem da vacinação nesta quarta (26) e quinta (27); confira quem tem direito

Na noite da última sexta-feira (21), Mayra conseguiu junto ao Supremo Tribunal Federal (STF) o direito de permanecer em silêncio se for questionada sobre fatos ocorridos entre dezembro de 2020 e janeiro de 2021, período que coincide com a crise de falta de oxigênio nas UTIs de Manaus.

Confira a transmissão ao vivo da CPI da Covid

Na quarta-feira

A CPI da Covid deve votar nesta quarta-feira (26) a convocação de nove governadores e 12 prefeitos e ex-prefeitos para depor sobre suspeitas de desvio de recursos para o combate ao coronavírus em estados e capitais. A lista dos gestores ainda não foi divulgada. Mas o presidente da comissão, senador Omar Aziz (PSD-AM), já anunciou em uma rede social que o colegiado deve apreciar mais de 200 requerimentos.

“Logo mais retomaremos os trabalhos da CPI. Hoje e quinta, depoimentos. Amanhã, votação de mais de 200 requerimentos. Semana promete. Vamos votar requerimentos para a convocação de pelo menos nove governadores e 12 prefeitos e ex-prefeitos — estados e capitais onde a Polícia Federal investiga suspeitas de desvio de recursos de combate à covid”, escreveu.

A pauta divulgada pela CPI da Pandemia para a reunião de quarta-feira prevê a votação de 42 requerimentos. O documento ainda não inclui os pedidos de convocação dos gestores estaduais e municipais. Os senadores devem votar a reconvocação do ex-ministro Eduardo Pazuello e a convocação do empresário Carlos Wizard, suspeito de integrar um “ministério paralelo da Saúde”.

Os senadores devem votar ainda 15 requerimentos de informações. Os parlamentares querem acesso a dados mantidos pelos ministérios da Saúde, das Relações Exteriores e das Comunicações, além Secretaria-Geral da Presidência da República. Há ainda requerimentos de informações para Instituto Butantan, Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), Conselho Federal de Medicina (CFM), governos estaduais, prefeituras e as empresas Wuxi Biologicals e Sinovac.

>>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<


Deixe seu comentário