CPI da Covid: Carlos Wizard não comparece e Omar Aziz pede apreensão de passaporte | Portal GCMAIS

Jovem Pan News FM 92.9

AO VIVO
SENADO FEDERAL
CPI da Covid: Carlos Wizard não comparece e Omar Aziz pede apreensão de passaporte
A sessão foi encerrada pelo presidente da CPI
REDAÇÃO GCMAIS
Postado em 17 de junho de 2021
CPI da Covid: Carlos Wizard não comparece e Omar Aziz pede apreensão de passaporte
Foto: Agência Senado

Estava marcado para esta quinta-feira (17) a sessão da CPI da Covid que ia contar com o depoimento do empresário Carlos Wizard, apontado como membro do “gabinete paralelo” do governo Bolsonaro, e Alexandre Silva Marques, auditor do Tribunal de Contas da União. Porém, Wizard não compareceu ao Senado Federal e, por conta disso, a sessão foi encerrada.

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

Leia também | + Debate: “Nós vivemos num regime presidencialista; Eu fui indicado por quem?”

O presidente da CPI da Covid, Omar Aziz (PSD-AM) disse que recebeu dos advogados de Wizard às 7h desta quinta-feira um pedido para que a sessão fosse remarcada. “É brincadeira dele né?”, disse o senador. “O que me espanta é o cidadão procurar o Supremo Tribunal Federal para conseguir um habeas corpus e ele não aparecer. Então para quê foi ao Supremo?”.

Carlos Wizard e Alexandre Silva Marques conseguiram na última quarta-feira (16) um habeas corpus do Supremo Tribunal Federal (STF) garantindo o direito de que os dois ficassem calados nas perguntas que pudessem incriminá-los. “Carlos Wizard tem que entender que a justiça brasileira tem outras coisas para fazer, não dá para levar na brincadeira o Supremo”, criticou Omar Aziz.

Leia também | Bolsonaro anuncia novo Bolsa Família de R$ 300 e mais “duas ou três” parcelas do auxílio emergencial

O presidente da CPI da Covid afirmou que vai oficializar um juiz para determinar a condução coercitiva de Carlos Wizard. Além disso, ele também afirmou que vai solicitar a retenção do passaporte do empresário pela Polícia Federal, assim que ele entrar no País.

A sessão desta quinta-feira foi encerrada e os senadores vão participar da votação em Plenário da Medida Provisória que trata da privatização da Eletrobrás. O depoimento do auditor do Tribunal de Contas da União será remarcado e uma nova data deve ser anunciada.

>>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<


Deixe seu comentário