Eleições 2022

Psol desiste de candidatura ao Governo do Ceará e decide apoiar Elmano

Pré-candidata Adelita Monteiro postou uma foto nas redes sociais ao lado de Camilo, Lula e Elmano, declarando a desistência da disputa ao Palácio da Abolição

Compartilhe:
4 de agosto de 2022
Glauber Sousa
Psol desiste de candidatura ao Governo do Ceará e decide apoiar Elmano
Foto: Divulgação

O Psol desistiu de candidatura ao Governo do Ceará e anunciou apoio ao candidato Elmano de Freitas (PT). A sigla tinha como pré-candidata a militante Adelita Monteiro.

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

Candidatura do Psol no Ceará

O anúncio foi realizado na última quarta-feira (3).

“Em diálogo com Lula, Camilo Santana (PT) e Elmano de Freitas, decidi aderir à unidade para derrotar o bolsonarismo. Não há projeto pessoal que esteja acima do desafio histórico. Aceito o desafio presidente: bora ocupar a Câmara Federal e ajudá-lo na reconstrução do Brasil”, postou Adelita nas redes sociais.

Em comunicado à imprensa, Adelita repassou mais informações sobre os bastidores do cenário político cearense. “A pedido do presidente Lula, em diálogo com os movimentos sociais e lideranças partidárias, decidi aderir à unidade que reúne as esquerdas e partidos progressistas do Ceará. O momento político que nosso país atravessa não nos permite colocar projetos pessoais acima do compromisso histórico que temos pela frente. É preciso ter sensibilidade para compreender o papel de cada um. Nossa prioridade é eleger Lula no primeiro turno”, diz parte do texto.

Leia mais | Pros rompe aliança com Wagner e passa a apoiar Elmano

Nova pesquisa para Presidência da República

Uma nova pesquisa da Genial/Quaest, para as eleições presidenciais de 2022, foi divulgada nesta quarta-feira (3). O levantamento aponta o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) à frente, com 44% das intenções de voto no primeiro turno, enquanto Jair Bolsonaro (PL), que busca reeleição, aparece com 32%.

O atual resultado demostra que dois candidatos a presidência do Brasil oscilaram dentro da margem de erro de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. No começo de julho, Lula tinha 45% das intenções de voto e Bolsonaro, 31%.

A pesquisa também simulou um eventual cenário de segundo turno entre Lula e Bolsonaro, o petista tem 51% das intenções de voto, contra 37% de Bolsonaro.

Ciro Gomes (PDT) permanece na terceira posição e pontuou 5% neste novo levantamento. Simone Tebet (MDB) e André Janones (Avante) têm 2% cada; Pablo Marçal (PROS), 1%. Os outros presidenciáveis não pontuaram.

A consulta pública foi realizada presencialmente e 2 mil pessoas foram entrevistadas entre os dias 28 e 31 de julho. O levantamento tem um índice de confiança de 95% e foi registrado no TSE (Tribunal Superior Eleitoral), com número BR-02546/2022.

>>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<