Jovem Pan News FM 92.9

AO VIVO
VACINA CONTRA A COVID-19
Ministério da Saúde distribui 2,3 milhões de doses da vacina da Pfizer
Seis estados brasileiros e o DF recebem doses ainda nesta segunda-feira
REDAÇÃO GCMAIS
Postado em 7 de junho de 2021
Ministério da Saúde distribui 2,3 milhões de doses da vacina da Pfizer
As vacinas são destinadas para a imunização dos públicos prioritários que estão recebendo as aplicações segundo o plano de operacionalização. Foto: Marco Verch / Flickr

O Ministério da Saúde começa nesta segunda-feira (7) a distribuir um novo lote de 2,3 milhões de doses da vacina da Pfizer contra a covid-19 a estados e municípios. Ainda hoje, São Paulo, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Paraná, Mato Grosso do Sul, Amazonas e o Distrito Federal receberão suas parcelas na divisão.

Leia também | Ceará deve receber maior lote da vacina Pfizer, com mais de 97 mil doses, na terça-feira (8)

Já os demais estados devem receber suas remessas até a próxima quarta-feira (9). As vacinas são destinadas para a imunização dos públicos prioritários que estão recebendo as aplicações segundo o plano de operacionalização: pessoas com comorbidades, gestantes e puérperas com comorbidades, pessoas com deficiência permanente e trabalhadores do ensino básico.

>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

O Ministério da Saúde acrescentou que estados e municípios também poderão direcionar as doses para outros segmentos, como trabalhadores de aeroportos e portos, parte das forças de segurança e salvamento e Forças Armadas.

De acordo com o planejamento do Ministério da Saúde, deverão ser entregues no mês de junho mais de 12 milhões de doses da vacina da Pfizer. Para o período de julho a setembro, estão previstas mais 84,4 milhões de doses.

>>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<

O Ministério distribuiu até o momento 102,9 milhões de doses. Deste total, foram aplicadas 71,6 milhões de doses, sendo 48,8 milhões da 1ª dose e 22,8 milhões da 2ª dose. Considerando a população, foram imunizados completamente (1ª e 2ª doses) até o momento pouco mais de 10% da população.


Deixe seu comentário