Saiba mais sobre a vacina da Janssen, aplicada em dose única | Portal GCMAIS

Jovem Pan News FM 92.9

AO VIVO
EM FORTALEZA
Saiba mais sobre a vacina da Janssen, aplicada em dose única
A vacina da Janssen já está autorizada, de forma emergencial ou provisória, em diversos países
REDAÇÃO GCMAIS
Postado em 16 de junho de 2021
Saiba mais sobre a vacina da Janssen, aplicada em dose única
Foto: Unsplash

A vacina da Janssen é aplicada em dose única, e utiliza uma tecnologia de vetor viral não replicante, ou seja, há uma modificação do adenovírus para que ele perca o poder de replicação. Com isso, ele não é capaz de causar nem mesmo um resfriado. Depois, os cientistas colocam parte do material genético do Sars-CoV-2 nele. Ao entrar no organismo, esse composto induz nosso sistema imunológico a produzir anticorpos contra o coronavírus, sem o risco de gerar a Covid-19.

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

Além disso, é possível acondicionar as doses por até três meses em geladeira comum, numa temperatura entre 2° e 8° graus celsius, o que beneficia países com clima tropical, como o Brasil. Com essa vacina, a imunidade contra a Covid-19 na forma grave começa duas semanas após a aplicação. Cerca de 4 semanas depois, não houve internações ou mortes pela doença, segundo os testes clínicos realizados.

Leia também | Vacina da Janssen: saiba tudo sobre o novo imunizante que o Ceará recebe nesta semana

Eficácia

Um estudo publicado neste mês de junho indica que a vacina da Janssen é eficaz não somente contra o coronavírus, mas também contra suas variantes. Os cientistas administraram uma ou duas doses do imunizante em 20 voluntários entre 18 e 55 anos. Depois, foi verificada a resposta dos organismos dessa população ao vírus original e às variantes que possuem origem no Brasil, no Reino Unido, na África do Sul e na Califórnia.

Posição mundial

Com a aprovação da vacina da Janssen, o Brasil se destaca em segunda posição mundial, com cinco vacinas aprovadas (Pfizer-BioNTech / Oxford-AstraZeneca / CoronaVac (Sinovac) / Janssen / Covishield). O país ocupa a posição ao lado da Argentina, Bahrain, Canadá, China, México e Eslováquia, sobressaindo-se a países de reconhecida estrutura regulatória, tais como EUA, Reino Unido e Nova Zelândia, e também à União Europeia, todos  com quatro vacinas aprovadas. Na Hungria são oito vacinas aprovadas.

A vacina da Janssen já está autorizada, de forma emergencial ou provisória, em diversos países, como nos Estados Unidos (27/2/21) e no Canadá (5/3/2021), além da Europa (11/3/2021). No mesmo sentido, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomendou o uso emergencial da vacina em todos os países.

Leia também | Covid-19: OMS aprova inclusão da CoronaVac em lista de uso emergencial

Governo Federal recebe mais 2,7 milhões de doses de AstraZeneca

Anvisa autoriza vacina da Pfizer para adolescentes a partir de 12 anos

>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<


Deixe seu comentário