Profissionais de saúde terão repescagem de 3ª dose contra Covid neste sábado (23) | Portal GCMAIS

Jovem Pan News FM 92.9

AO VIVO
EM FORTALEZA
Profissionais de saúde terão repescagem de 3ª dose contra Covid neste sábado (23)
Já na segunda-feira (25), a repescagem da terceira dose será para os imunossuprimidos
REDAÇÃO GCMAIS
Postado em 22 de outubro de 2021
Profissionais de saúde terão repescagem de 3ª dose contra Covid neste sábado (23)
Essa é a 4ª repescagem para esse público. Foto: Prefeitura de Fortaleza. Foto: Kiko Silva

Neste sábado (23), profissionais da saúde que faltaram ao agendamento da terceira dose contra a Covid-19 terão uma nova repescagem do imunobiológico, em Fortaleza. Já na próxima segunda-feira (25), a repescagem da dose de reforço ofertada será para os imunossuprimidos. Das 9h às 17h, eles poderão comparecer ao Centro de Eventos levando os documentos necessários.

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

Esta é a terceira repescagem realizada para trabalhadores da saúde com a 3ª dose e a primeira entre imunossuprimidos. Desde o início da aplicação, no dia 10 de setembro, até a última quarta-feira (20), cerca de 48,4 mil profissionais da saúde já haviam recebido a dose de reforço.

O agendamento da terceira dose é divulgado diariamente através de listas no Canal Coronavírus. A data, local e horário da aplicação da vacina também pode ser verificada através do site Vacine Já, na opção “Consultar Cadastro”.

Ao comparecer ao centro de vacinação, é necessário apresentar documento de identidade com foto, CPF, Cartão Nacional de Saúde (CNS), comprovante de residência, cartão de vacinação e comprovante do agendamento anterior.

Leia também | Covid-19 pode ter matado 80 mil a 180 mil profissionais de saúde, diz OMS

Além de trabalhadores da saúde, Fortaleza já iniciou, desde setembro, a aplicação da terceira dose em idosos e imunossuprimidos. Do total deste público, até a última quarta-feira (20), 86.487 já haviam recebido a dose de reforço.

Covid-19 pode ter matado 80 mil a 180 mil profissionais de saúde, diz OMS

A Organização Mundial da Saúde (OMS) diz que podem ter morrido entre 80 mil e 180 mil profissionais de saúde desde o início da pandemia de Covid-19, em todo o mundo. O diretor-geral da organização, Tedros Adhanom, defende que os profissionais de saúde devem ter prioridade na imunização e cita críticas ao processo desigual de acesso às vacinas.

O mais recente relatório da OMS estima que dos 135 milhões de profissionais de saúde no mundo, entre 80 mil e 180 mil podem ter morrido de covid-19 no período entre janeiro de 2020 e maio de 2021.

>>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<


Deixe seu comentário