Província canadense planeja cobrar imposto adicional para quem não tomar a vacina contra a Covid-19 | Portal GCMAIS

Jovem Pan News FM 92.9

AO VIVO
CONTROLE DA PANDEMIA
Província canadense planeja cobrar imposto adicional para quem não tomar a vacina contra a Covid-19
O primeiro-ministro canadense afirmou que o valor não seria inferior a 100 dólares canadenses
REDAÇÃO GCMAIS
Postado em 12 de janeiro de 2022
Província canadense planeja cobrar imposto adicional para quem não tomar a vacina contra a Covid-19
A medida prestes a ser colocada em prática no Canadá já está no centro das discussões sobre direitos individuais e responsabilidade social ao redor do mundo. Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

A província de Quebec, a segunda mais populosa do Canadá, está planejando cobrar um imposto adicional dos adultos que se recusarem a tomar vacina contra a covid-19. A medida ganhou força nesta terça-feira (11), após entrevista do primeiro-ministro canadense, François Legault, que afirmou que a proposta já está sendo debatida. Os detalhes sobre como a “contribuição de saúde” seria colocada em prática ainda sendo definidos, mas já se sabe que ela não se aplicaria àqueles que não podem ser vacinados por razões médicas.

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

No entendimento do governo do Canandá, pessoas não vacinadas contra a covid-19 prejudicam as demais, e o Ministério das Finanças da província está determinando quantia “significativa” que os moradores  que não receberem a vacina seriam obrigados a pagar o imposto. O primeiro-ministro canadense afirmou que o valor não seria inferior a 100 dólares canadenses (em torno de US$ 79,5).

Imposto para quem não tomar a vacina ao redor do mundo

A medida prestes a ser colocada em prática no Canadá já está no centro das discussões sobre direitos individuais e responsabilidade social ao redor do mundo. Outros países já têm estabelecido restrições de movimento aos não vacinados. Contudo, um imposto abrangente sobre todos os adultos nessa condição é considerado por muitos como uma iniciativa rara e controversa.

Leia também | Secretária de Saúde já fala em terceira onda de Covid-19 em Fortaleza

No Canadá, o debate sobre o imposto sobre não vacinados chega num momento em que províncias de todo País estão enfrentando um aumento exponencial de casos de covid-19, sobretudo a partir da variante Ômicron, altamente transmissível. Um cenário que tem forçado dezenas de milhares de pessoas ao isolamento e sobrecarregado o sistema de saúde.

>>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<


Deixe seu comentário