Vacinação de crianças contra Covid-19 no Ceará começa até o fim desta semana, anuncia Camilo Santana | Portal GCMAIS

Jovem Pan News FM 92.9

AO VIVO
VACINAÇÃO COVID-19
Vacinação de crianças contra Covid-19 no Ceará começa até o fim desta semana, anuncia Camilo Santana
Ceará superou a marca de 180 mil crianças entre 5 e 11 anos cadastradas no sistema de vacinação da Secretaria da Saúde
REDAÇÃO GCMAIS
Postado em 13 de janeiro de 2022
Vacinação de crianças contra Covid-19 no Ceará começa até o fim desta semana, anuncia Camilo Santana
Foto: Pexels

A vacinação de crianças contra a Covid-19 no Ceará terá início até o fim desta semana. A informação foi publicada pelo governador Camilo Santana, na manhã desta quinta-feira (13), através das redes sociais. Segundo o chefe do Executivo estadual, o Ceará já superou a marca de 180 mil crianças entre 5 e 11 anos cadastradas no sistema de vacinação da Secretaria da Saúde.

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

“Bom dia a todas e a todos! Superamos hoje as 180 mil crianças entre 5 e 11 anos cadastradas no sistema de vacinação da Secretaria da Saúde. No total, são mais de 183 mil cadastros realizados, de um total de 904 mil em todo o estado. Reitero a importância de os pais ou responsáveis realizarem o cadastro o quanto antes na página vacinacaocovid.saude.ce.gov.br. As vacinas pediátricas da Pfizer devem chegar amanhã cedo ao Ceará e a imunização das nossas crianças será iniciada até este fim de semana. Juntos vamos superar essa pandemia!”, disse o governador.

Leia também | Primeiro lote de vacinas contra Covid-19 para crianças chega ao Brasil

O primeiro lote da vacinas para crianças da Pfizer, com 1,2 milhão de doses, chegou ao Brasil nesta quinta-feira (13). O imunizante será aplicado no público de 5 a 11 anos, que foi incluído no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19.

O lote desembarcou por volta das 4h40, no Aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP). A distribuição das doses por estado e Distrito Federal, coordenada pelo Ministério da Saúde, seguirá o critério populacional, de acordo com a faixa etária.

A vacinação de crianças não será obrigatória no Brasil, diferentemente de todas as outras imunizações infantis previstas pelo PNI (Programa Nacional de Imunização). Caberá aos pais ou responsáveis dar o aval para a aplicação. O intervalo entre uma aplicação e a outra será de oito semanas.

Apesar de manter nas mãos dos pais a decisão de vacinar ou não as crianças, o Ministério da Saúde voltou atrás em relação à cobrança da prescrição médica como condicionante para a aplicação.

A dose da vacina que será aplicada nas crianças equivale a um terço da usada nos adultos. O imunizante poderá ser armazenado por dez semanas a uma temperatura de 2°C a 8°C. A vacina aplicada em pessoas acima de 12 anos pode ser guardada por quatro semanas após o descongelamento. O frasco do imunizante pediátrico é de cor laranja, enquanto o de adultos é roxo.

>>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<


Deixe seu comentário