Descubra os mitos e as verdades sobre doenças do aparelho digestivo | Portal GCMAIS

Jovem Pan News FM 92.9

AO VIVO
SAÚDE
Descubra os mitos e as verdades sobre doenças do aparelho digestivo
O gastroenterologista Quelson Coelho listou alguns mitos e verdades sobre doenças do aparelho digestivo.
REDAÇÃO GCMAIS
Postado em 26 de maio de 2022
Descubra os mitos e as verdades sobre doenças do aparelho digestivo
Foto: Pexels

Apesar das doenças do sistema digestivo serem bastante comuns e popularmente conhecidas, ainda há alguns mitos disseminados sobre elas. O acesso a informações confiáveis faz parte de um processo fundamental de promoção e segurança à saúde. O gastroenterologista Quelson Coelho listou alguns mitos e verdades sobre doenças do aparelho digestivo.

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

“A cirrose é causada apenas pelo alcoolismo”

Segundo o doutor Quelson, isso é mito. “Qualquer coisa que machuque o fígado, causando inflamação por alguns anos pode causar a cirrose. Então, além da bebida alcoólica, a gordura no fígado e hepatites virais e outros tipos de doença do órgão podem ter como consequência a cirrose”, explica.

“Leite é um ótimo remédio para curar a gastrite”

Doutor Quelson explica que a realidade é que o leite não melhora em nada a gastrite. “O que acontece é que quando bebemos algum líquido, não só o leite, e enchemos o nosso estômago, acabamos diluindo o ácido que está presente no estômago e, então, os sintomas da gastrite podem aliviar momentaneamente”, explica.

“A gastrite pode causar úlcera e doença câncer”

De acordo com o doutor Quelson, a gastrite em sua definição é uma inflamação no estômago, e se essa inflamação ficar alguns anos persistindo sem tratamento pode causar uma úlcera no estômago e, em algumas pessoas, pode evoluir para câncer. Quem tem gastrite deve ser bem avaliado e tratado para não agravar o caso.

“Chicletes e balas são maléficos para o estômago quando se trata da gastrite”

O especialista afirma que a mastigação estimula a produção de ácido no estômago e o estômago entende que vai chegar algum alimento e por isso ele produz ácido. “Quando a gente mastiga chiclete, por exemplo, o estômago vai aumentar muita produção de ácido, mas como não vem nenhum alimento esse ácido pode machucar o próprio órgão, podendo inflamá-lo e causar gastrite”, explica.

Leia também | Hipertensão: dor de cabeça é sinal de pressão alta?

“A alimentação pode intensificar a doença gastrite”

Alguns alimentos podem piorar a gastrite ou até mesmo causá-la. Produtos processados, industrializados, muito gordurosos e até mesmo ácidos podem aumentar a inflamação no estômago levando a uma piora da gastrite.

“Automedicação pode levar à cirrose”

Alguns remédios são maléficos para o fígado e podem causar uma hepatite aguda e, em alguns casos, o uso crônico de medicamento pode causar cirrose no fígado. As pessoas não devem se automedicar e o uso de medicamentos deve ser acompanhado por um médico.

“A regra dos cinco segundos”

Segundo o doutor Quelson, a regra dos 5 segundos é uma crença que se algum alimento cai no chão e a gente o pega antes dos 5 segundos não causaria mal nenhum. “Isso é um mito, o alimento, assim que ele toca o chão, já pode ser contaminado por vírus e bactérias. O recomendado é nunca ingerir alimentos que caíram no chão”, explica.

“O aumento de peso pode ocasionar o refluxo”

O peso pode influenciar no refluxo quando há gordura na região abdominal. O refluxo acontece quando o ácido presente no estômago sobe para o esôfago em um momento de pressão na barriga devido ao excesso de gordura na região.

“Café, álcool e chocolates podem aumentar o refluxo”

“É verdade”, afirma o especialista. Cada um desses alimentos tem substâncias que aumentam a chance de refluxo. O café, por exemplo, tem cafeína; o álcool por si só aumenta o refluxo podendo também causar gastrite; e o chocolate tem gordura, que faz com que aumente a chance de refluxo.

“O refluxo está relacionado com alguma doença do coração”

Segundo o doutor Quelson, isso é mito! O refluxo machuca o esôfago, que fica próximo à região do peito. Então, a pessoa pode sentir dor no local por causa de refluxo, mas não necessariamente vai estar relacionada com o coração. A dor no peito deve ser avaliada por um especialista para chegar ao diagnóstico assertivo.

>>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<


Deixe seu comentário