Quarta dose da vacina contra Covid-19 deve ser liberada para população a partir de 18 anos | Portal GCMAIS

Jovem Pan News FM 92.9

AO VIVO
VACINAÇÃO
Quarta dose da vacina contra Covid-19 deve ser liberada para população a partir de 18 anos
A nova etapa de imunização deve seguir o padrão que vem sendo adotado em campanhas em todo o Brasil
REDAÇÃO GCMAIS
Postado em 20 de junho de 2022
Quarta dose da vacina contra Covid-19 deve ser liberada para população a partir de 18 anos
Foto: Pexels

A população brasileira com 18 anos ou mais deve receber a quarta dose da vacina contra a Covid-19 em breve. Segundo informações divulgadas na imprensa, o Ministério da Saúde planeja expandir a faixa etária para vacinação ainda em 2022 e deve divulgar mais informações durante a semana.

A nova etapa de imunização deve seguir o padrão que vem sendo adotado em campanhas em todo o Brasil, com quatro meses de intervalo para a última dose.

Quarta dose da vacina contra Covid-19 para maiores de 18 anos

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

Atualmente, a aplicação da quarta dose foi ampliada para pessoas com mais de 40 anos. Na manhã desta segunda-feira (20/6), o Ministério da Saúde divulgou a autorização por meio de uma nota técnica. O reforço deve ser feito com imunizantes da Pfizer, AstraZeneca ou Janssen, após intervalo de quatro meses da terceira dose.

Covid-19: governo libera quarta dose para maiores de 40 anos

O Ministério da Saúde decidiu intensificar a campanha destinada a incentivar a população a completar o ciclo vacinal contra a covid-19. Segundo a pasta, cerca de 120 milhões de pessoas aptas a tomar a segunda dose ou a dose de reforço das vacinas ainda não retornaram aos postos de vacinação de todo o país e seguem desprotegidas contra as manifestações graves da infecção pelo novo coronavírus.

A campanha de estímulo à vacinação contra a covid-19 chega no momento em que o Ministério da Saúde liberou a segunda dose de reforço (ou quarta dose) para as pessoas que têm a partir de 40 anos de idade. De acordo com a pasta, cerca de 8,79 milhões de pessoas desta faixa etária e que receberam a terceira dose a mais de quatro meses poderão retornar aos postos de vacinação a partir de hoje (20). A recomendação é que estes indivíduos sejam imunizados com as vacinas da Pfizer, AstraZeneca ou Janssen.

“Além de expandirmos a população-alvo do segundo reforço, o motivo de estarmos aqui, hoje, é convocarmos a população brasileira a procurar um posto de vacinação e tomar sua dose”, disse o secretário nacional de Vigilância em Saúde, Arnaldo Medeiros, na manhã de hoje (20), durante a divulgação do balanço da vacinação contra a covid-19.

Segundo Medeiros, o alerta ministerial para os atrasos na aplicação da segunda dose e das doses de reforço visa a proteger a população das manifestações graves da doença. Entre a população de 40 a 49 anos apta a receber os imunizantes, apenas 8,53% já tomou a primeira dose de reforço.

Leia também | Covid 19: especialista explica se uma quarta onda é possível no Ceará

>>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<

Deixe seu comentário