Com os dias contados, Facebook vai mudar de nome até o fim de outubro | Portal GCMAIS

Jovem Pan News FM 92.9

AO VIVO
TECNOLOGIA
Com os dias contados, Facebook vai mudar de nome até o fim de outubro
A ideia é tirar a plataforma do estigma de “rede social” e torná-la uma empresa múltipla com inúmeras formas de interação
IGOR SILVEIRA
Postado em 21 de outubro de 2021
Com os dias contados, Facebook vai mudar de nome até o fim de outubro
Foto: Pexels

Uma das redes sociais mais populares no Brasil, atrás apenas do WhatsApp, que pertence ao mesmo grupo, o Facebook vai mudar de nome em breve.

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

O rebranding – ou ressignificação – da marca será anunciado pelo CEO Mark Zuckerberg no dia 28 de outubro, na Conferência Anual Connect.

Com a nova nomenclatura, o Facebook aposta na mudança de interatividade proposta pelo metaverso, que permitirá mais envolvimento dos usuários no ambiente digital.

A ideia é tirar a plataforma do estigma de “rede social” e torná-la uma empresa múltipla com inúmeras formas de interação, inclusive com jogos, experiências reais do mundo 3D virtual compartilhado, interativo e colaborativo.

O novo nome é guardado a sete chaves, mas como todo segredo tem uma ponta desvendável, Horizon é uma aposta para a nova identificação, que já foi até mencionada pelo Facebook há cerca de dois meses, como nova ferramenta em expansão.

Leia também | Mark Zuckerberg perde quase US$ 7 bilhões em dia de apagão no Facebook

Facebook anuncia criação de dez mil novos empregos

As vagas foram anunciadas por Javier Olivan, vice-presidente para área de ‘central product services’ do Facebook. As oportunidades são para atuação no Reino Unido e deverão ser criadas nos próximos 5 anos.

De acordo com a nota divulgada pela empresa, a intenção do Facebook é criar a plataforma metaverso, que pretende criar espaços virtuais a fim de aproximar as pessoas através de tecnologias como a realidade virtual aumentada. A ideia, segundo a plataforma, é transformar a experiência online cada vez mais próxima do contato real.

O Facebook afirma que o metaverso funcionará como a Internet, sem proprietários ou pessoas que o operem, ampliando as oportunidades criativas, sociais e econômicas.

Para a empresa, a UE tem vantagens em comparação a outros lugares por possuir um grande mercado de consumo, boas universidades e talentos na área de tecnologia.

A rede busca engenheiros altamente especializados e apostou na União Europeia para encontrar os profissionais desejados.

>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<


Deixe seu comentário