Banco Central altera regra de transações noturnas; saiba o que muda | Portal GCMAIS

Jovem Pan News FM 92.9

AO VIVO
TRANSFERÊNCIAS INSTANTÂNEAS
Banco Central altera regra de transações noturnas; saiba o que muda
Medida entrou em vigor nesta segunda-feira (22)
REDAÇÃO GCMAIS
Postado em 22 de novembro de 2021
Banco Central altera regra de transações noturnas; saiba o que muda
PIX celebrou um ano no último dia 16. Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

A edição do Diário Oficial da União desta segunda-feira (22) traz uma instrução normativa que cria uma nova faixa de horário para as transações noturnas no valor de até R$ 1.000 do PIX, estabelecendo, assim, um novo parâmetro ligado a regra de segurança estabelecida pelo Banco Central.

Agora, além do horário padrão para fazer uso do Pix, de 20h às 6h, haverá apenas mais uma outra faixa, de 22h às 6h.

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

Até então, essa faixa de horário, disponível para pagamentos de até R$ 1 mil entre pessoas físicas, era de 20h às 6h da manhã. De acordo com o perfil de cada cliente, era possível alterar esse intervalo para começar mais tarde, ou seja, em qualquer horário entre 20h e 23h59min.

Com a medida, o Banco Central (BC) objetiva diminuir as opções de horário que o usuário pode escolher como faixa de restrição. Conforme a instituição, a enorme quantidade de opções disponíveis antes acabava complicando a operação do sistema de pagamentos instantâneos.

>>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<

O novo recurso tem validade apenas entre usuários comuns, já que, entre as empresas, não há restrição para transferências nesses horários.

Outras novidades do PIX

No último dia 16 de novembro, data em que completou um ano de operações no Brasil, o PIX inaugurou um recurso que agiliza a devolução de dinheiro para vítimas de golpe ou falhas operacionais. É o chamado ‘Mecanismo Especial de Devolução’. Dessa forma, transações suspeitas também podem ser retidas por 30 minutos durante o dia e 1 hora no período da noite.

 


Deixe seu comentário