Hapvida investe em desospitalização para proporcionar aos pacientes que se recuperem da Covid-19 em casa | Portal GCMAIS

Jovem Pan News FM 92.9

AO VIVO
PUBLIEDITORIAL
Hapvida investe em desospitalização para proporcionar aos pacientes que se recuperem da Covid-19 em casa
Este processo é indicado aos pacientes que podem, com aval médico, continuar o tratamento em casa
REDAÇÃO HAPVIDA
Postado em 12 de abril de 2021
Hapvida investe em desospitalização para proporcionar aos pacientes que se recuperem da Covid-19 em casa
Foto: Divulgação Hapvida

Ao enfrentar diariamente esse novo momento do Brasil na pandemia, o Hapvida deu início a uma estratégia que proporciona mais conforto aos pacientes que receberam o atendimento necessário na unidade e podem terminar o tratamento em casa, junto com a família: a desospitalização.

Leia também | Dia Mundial da Saúde: como lidar com a ansiedade na pandemia?

Este processo é indicado aos pacientes que podem, com aval médico, continuar o tratamento em casa. Eles contam com suporte de aparelhos e profissionais empenhados em fornecer toda a assistência necessária para a plena recuperação, como explica o Dr. Carlos Loja, diretor executivo da Rede Assistencial do Sistema Hapvida.

“Contamos com suporte domiciliar, seja de oxigênio, seja de fisioterapeuta, de psicólogo, conforme a necessidade desse paciente. Além disso, se recuperar no ambiente familiar é muito importante para as pessoas. Isso, para nós, tem sido uma tarefa recompensadora”, expressa.

No dia 17 de março, o Hapvida possibilitou que quase 50 pacientes tivessem a oportunidade de estar em casa e se recuperem plenamente da Covid-19, mesmo que ainda necessitem de suporte. Um dos pacientes que voltou para casa foi o Marcos Antônio Pereira, gerente de assistência técnica automobilística, que esteve internado em uma das unidades do Hapvida.

“Desempenhar esse papel é muito gratificante para todos nós. Permitimos que pacientes estejam em ambiente muito mais acolhedor e propício para que essa fase de convalescência passe”, diz Loja.

Assista ao vídeo sobre o assunto


Deixe seu comentário