Jovem Pan News FM 92.9

AO VIVO
SUA VIDA NA MELHOR TRILHA
Carpenters são os homenageados do Café Concerto deste fim de semana
Programa da Rádio Atlântico Sul FM 105,7 homenageia grandes artistas e bandas
Redação GCMAIS
Postado em 7 de maio de 2021
Carpenters são os homenageados do Café Concerto deste fim de semana
Durante a carreira de aproximadamente 14 anos, os Carpenters gravaram onze álbuns e ganharam 3 Grammys. (Foto: Reprodução)

Os irmãos Richard Lynn Carpenter e Karen Anne Carpenter resolveram formar uma dupla no final da década de 1960 e juntos, venderam mais de 90 milhões de álbuns e singles pelo mundo. A banda será homenageada no Café Concerto, programa da Atlântico Sul Fm 105,7 neste sábado (8), com reprise no domingo (9). 

Início

Nascidos em Connecticut, nos Estados Unidos, Richard e Karen mudaram-se com seus pais para a Califórnia em 1963 e se estabeleceram em Los Angeles, onde desenvolveram interesse pela música. Richard desde criança era prodígio do piano. Já Karen só manifestou seus talentos musicais na escola secundária. Durante a metade dos anos 1960, os irmãos tentaram lançar uma carreira musical, mas só obtiveram sucesso no final dessa década, quando Karen ganhou um contrato de curta duração como artista-solo. 

Primeiro trabalho

Logo depois, os dois se juntaram a quatro estudantes de Música da Universidade do Estado da Califórnia e formaram o sexteto Spectrum. Após o fim da banda, os Carpenters decidiram continuar como dupla com Richard no piano, Karen na bateria e ambos como vocalistas. Contratados para tocar em uma festa no lançamento de um filme, em 1969, a dupla assinou um contrato com uma gravadora e lançou o primeiro disco, ‘Offering’, que tinha várias composições de Richard e a canção dos Beatles, ‘Ticket to Ride’, que se transformou em um sucesso dos Carpenters, aumentando as vendas do álbum.

Sucesso

Mesmo dividindo o cenário musical com bandas e cantores como ABBA, Bee Gees, Van Halen, The Jackson 5, Queen, Pink Floyd e Donna Summer, os Carpenters conquistaram o seu espaço. Os irmãos estouraram nas paradas de sucesso em 1970 com a canção ‘(They Long to Be) Close to You’, do disco de mesmo nome, que atingiu o topo e nele permaneceu por quatro semanas. A gravação seguinte, ‘We’ve Only Just Begun’, atingiu o segundo lugar e se tornou o maior sucesso da dupla no final de 1970. 

>>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

Vários sucessos mantiveram a dupla nas paradas no início da década, como ‘For All We Know’, ‘Rainy Days and Mondays’, ‘Superstar’, ‘Hurting Each Other’, ‘It’s Going to take some time’ e ‘Goodbye to Love’, ‘Sing’, ‘Yesterday Once More’, dos álbuns Carpenters (1971), A Song for You (1972) e Now and Then (1973). A música ‘Top of the World’ atingiu o topo das paradas em 1973. O álbum com os melhores sucessos entre 1969 e 1973 se tornou um dos mais vendidos da década, com mais de 7 milhões de cópias apenas nos Estados Unidos. 

Durante a primeira metade dos anos 1970, a música dos Carpenters foi um elemento principal das paradas Top 40. O duo produzia um som diferente com a voz de contralto de Karen no vocal principal, e ambos os irmãos nos vocais de fundo com harmonias densas.  Durante a década de 1970, quando bandas de rock pesado faziam muito sucesso, Richard e Karen produziram uma música suave, e bem distinta, que os alçou entre os artistas que mais venderam discos em todos os tempos.

Grammy

Para promover suas canções, a dupla manteve uma inacreditável agenda de apresentações e aparições na televisão. As turnês do duo passaram por diversos países, incluindo Estados Unidos, Reino Unido, Japão, Austrália, Brasil e Bélgica. Durante a carreira de aproximadamente 14 anos, os irmãos Richard e Karen gravaram onze álbuns e produziram diversos singles e regravações bem-sucedidas. Com suas baladas doces e suaves, os Carpenters conquistaram três Grammys, entre melhores performances vocais e artistas revelação. 

Fim

Em 1981 a dupla lançou seu último álbum, “Made in America”, mas a doença de Karen a deixava cada vez mais debilitada. A cantora lutou com seu caso severo de anorexia nervosa até os últimos anos de sua vida. Seu corpo já não suportava mais o ritmo frenético de shows e gravações. Não se alimentava mais, fazia uso excessivo de diuréticos e tomava dezenas de comprimidos diariamente. A carreira da dupla chegou ao fim com a morte de Karen, em fevereiro de 1983, devido a uma parada cardíaca em função de complicações da anorexia nervosa. Após a morte de Karen, Richard continuou a produzir canções da dupla, incluindo vários álbuns de material inédito e inúmeras compilações.

Programa Café Concerto

Rádio Atlântico Sul 105, 7

Sábado 09h | Domingo 10h

>>>Acompanhe a TV Cidade Fortaleza no YouTube<<<


Deixe seu comentário