Jovem Pan News FM 92.9

AO VIVO
SUA VIDA NA MELHOR TRILHA
Os maiores sucessos de Djavan no Café Concerto deste final de semana
Programa da rádio Atlântico Sul FM 105,7, faz um homenagem a artistas e bandas
Redação GCMAIS
Postado em 11 de junho de 2021
Os maiores sucessos de Djavan no Café Concerto deste final de semana
Djavan é um artista que mescla inúmeros estilos, entre eles o jazz, o blues, o samba e a música flamenca. (Foto: Divulgação)

Ele é autor de músicas com letras poéticas e melodias complexas. 

Dono de inúmeros sucessos e um dos mais criativos artistas da Música Popular Brasileira, o cantor, compositor, produtor musical e violonista Djavan será o homenageado no Café Concerto, programa da Atlântico Sul Fm 105,7 neste sábado (12), com reprise no domingo (13).

Início 

Djavan Caetano Viana nasceu no dia 27 de janeiro de 1949, em Maceió, Alagoas. Filho de lavadeira, ele cresceu ouvindo canções de Dalva de Oliveira e Ângela Maria cantadas pela mãe na beira de um rio. 

Por volta dos 11 anos, Djavan começou a frequentar a casa de um amigo da escola e foi lá que ele conheceu a música clássica, ouviu artistas internacionais e diferentes ritmos brasileiros. Ele aprendeu a tocar violão sozinho lendo cifras que vinham em revistas.

Carreira

Aos 18 anos, Djavan formou o grupo musical LSD (Luz, Som e Dimensão), que tocava em vários bailes e eventos de Maceió. Nessa época, ele começou a compor. Aos 23 anos, Djavan sai de Alagoas e se muda para o Rio de Janeiro, onde começa a se apresentar em boates famosas da cidade. É nesses lugares que ele conhece um produtor musical que o leva para cantar em trilhas sonoras de novelas. Uma das primeiras músicas que ele gravou, em 1975, foi ‘Alegre Menina’ composta por Dorival Caymmi e Jorge Amado para a novela Gabriela.

Primeiro álbum

Ainda em 1975, a música “Fato Consumado”, tira segundo lugar no Festival Abertura, feito pela Rede Globo. A música chamou atenção do público e Djavan conseguiu seu primeiro contrato com uma gravadora. No ano seguinte, ele lança seu primeiro disco, intitulado “A voz, O Violão, A Música de Djavan” e se torna um sucesso de vendas. O álbum trouxe como “carro-chefe” a canção “Flor de Lis” que se tornou um grande hit nas rádios. A música ganhou até uma versão em inglês e levou o nome de Djavan para fora do país.

Sucesso

Com o sucesso do primeiro disco, Djavan conseguiu um investimento pesado de outra gravadora que contratou uma orquestra completa para gravar o seu segundo álbum: ‘Djavan’, em 1978. Depois disso, ele se tornou um nome reconhecido e suas músicas começaram a ser regravadas por vários cantores. Seu disco seguinte, ‘Alumbramento’, de 1980, consagrou o cantor definitivamente como um membro da MPB. Djavan se tornou um nome reconhecido e suas músicas começaram a ser regravadas por vários cantores. ‘Álibi’, por exemplo, ficou muito conhecida na voz de Maria Bethânia. Outra regravação famosa é a versão que Caetano Veloso fez de ‘Sina’. Na música original, Djavan homenageia Caetano.

Inglês

Por causa da regravação de Flor de Lis em inglês, Djavan recebeu um convite para gravar em Los Angeles com um dos principais produtores da música soul norte-americana. Lá ele gravou os discos ‘Luz’ (1983) e ‘Lilás’ (1984), com vários de seus maiores sucessos, incluindo ‘Sina’, e fez sua primeira parceria com Stevie Wonder, na música ‘Samurai’. Daí em diante, Djavan gravou sempre versões de suas músicas e discos em inglês.

Grammy

Como compositor, Djavan ganhou duas vezes o Grammy Latino de Melhor Canção em Língua Portuguesa, com as músicas ‘Acelerou’ e ‘Vidas Pra Contar’. 

Em 2015, ele foi homenageado pelo Grammy Latino com o Prêmio à Excelência Musical, por toda a sua trajetória de mais de 40 anos de sucesso.

Vesúvio

O trabalho mais recente de Djavan é o álbum Vesúvio, lançado em 2018. Mantendo a tradição, todas as músicas do disco foram compostas, arranjadas e produzidas por ele, dessa vez com um toque um pouco mais voltado para a música pop, mas sem perder a essência de seu estilo,que reúne desde o blues até os ritmos africanos, sem se esquecer do bom e velho samba. ‘Vesúvio’ foi eleito o 35º melhor disco brasileiro de 2018 pela revista Rolling Stone Brasil.

Djavan mescla inúmeros estilos, entre eles o jazz, o blues, o samba e a música flamenca. Dentre suas canções mais conhecidas, destacam-se: ‘Sina’, ‘Flor de Lis’, ‘Lilás’, ‘Pétala’, ‘Se…’, ‘Nem Um Dia’, ‘Eu Te Devoro’, ‘Oceano’, ‘Açaí’, ‘Samurai’ e ‘Meu Bem Querer’.

Futebol

Poucas pessoas sabem, mas Djavan também era um craque com a bola nos pés. Aos 11 anos, ele jogava um excelente futebol nos campos de várzea de Maceió. Chegou até a despontar como meio de campo juvenil do time do CSA, o principal da cidade.

Vida pessoal

Djavan tem cinco filhos: Max, João, Flávia, Inácio e Sofia. 

Programa Café Concerto 

Rádio Atlântico Sul 105,7

Sábado 9h | Domingo 10h


Deixe seu comentário