'+ Variedades

5 Coisas que você precisa saber sobre Ozonioterapia, da estética ao combate do Covid

Compartilhe:
6 de julho de 2021
Jonas Viana
5 Coisas que você precisa saber sobre Ozonioterapia, da estética ao combate do Covid

Fiquei chocada quando conheci a Ozonioterapia, na Clínica Mirlene Borges Estética Avançada, ano passado. A principal razão foi a mil e uma utilidade da técnica para prevenir e tratar diversas doenças, inclusive o Covid, e as diversas maneiras de aplicar o gás que você vai conhecer agora.

De lá para cá, a aplicação do ozônio só tem crescido e invadiu de vez as clínicas de estética, médicas e odontológicas. O método é amplamente utilizado contra mais de 200 patologias, em todo o mundo.

A aplicação do gás realmente é vasta, diz a fisioterapeuta dermatofuncional Mirlene Borges, vai desde a prevenção e o tratamento do Covid, como já falei, passando por tratar prisão de ventre, problemas auditivos, até ajudar no rejuvenescimento da pele.

>>Siga o GCMAIS no Google Notícias<<<

O mais importante você saber é que o uso do ozônio é seguro e já existem diversos estudos científicos que comprovam sua eficácia, como o realizado pela Revista Científica Electrónica de las Ciencias Médicas en Cienfuegos, dentre outros.

Mas antes de aderir ao tratamento, alerta Mirlene, você tem de ficar atento se o profissional que vai lhe atender é habilitado e experiente na área.

LEIA MAIS

https://gcmais.com.br/coluna/mais-variedades/dua-lipa/

POR DENTRO DA OZONIOTERAPIA QUE COMBATE O COVID

E vamos ao que interessa: o gás ozônio pode ter aplicação de maneira tópica, por agulha e entrar no corpo através dos orifícios e da água ozonizada. Conheça cada um deles e seus benefícios:

água com ozônio combate o covid

Água ozonizada faz uma limpeza no organismo, combate bactérias e vírus, como o do Covid

>>Acompanhe o GCMAIS no YouTube<<<

  1. Água com ozônio. Beber água com ozônio ajuda e muito a prevenir doenças, inclusive o Covid. Quando presente no organismo, elimina impurezas, vírus e bactérias do sangue, bem como melhora a circulação sanguínea.
  2.  Insuflação retal. Considerado um dos métodos mais seguros, na utilização do ozônio. O gás é introduzido pelo reto e absorvido pelo intestino. A técnica trata problemas de saúde como colite ulcerosa, prisão de ventre, dentre outros.

  3.  Ozônio auricular. O ozônio é introduzido através do ouvido com o auxílio de um aplicador.A técnica é totalmente indolor, trata e previne problemas auditivos como o zumbido e a perda da audição.
  4.  Ozonioterapia na estética. O ozônio é introduzido na pele através de agulha. Tem efeito antioxidante e melhora o aspecto da pele, no geral. Regenera os tecidos e cria uma ação antimicrobiana, contra bactérias, fungos e vírus. As agulhadas de ozônio no rosto previne e trata rugas. No corpo, o ozônio trata a celulite, estrias e ajuda no combate à gordura localizada. O gás provoca a diminuição no inchaço e inflamação das células de gordura.
  5. Ozônio na Odontologia. O tratamento é reconhecido pelo Conselho Federal de Odontologia (CFO), principalmente, por acelerar o processo de cicatrização e pela elevada ação antimicrobiana. Tem ação analgésica, anti-inflamatória, regeneradora de nervos lesionados. Trata doenças como gengivite, doença periodontal, osteonecrose, sensibilidade dentária, dentre outras.

    introdução do ozônio pelos ouvidos

    Fisioterapeuta Mirlene Borges introduz o ozônio através de um aplicador. A técnica é indolor e trata doenças como zumbido e perda de audição