'+ Vida

Teleconsulta é aliada para avaliação precoce dos sintomas da Covid-19

Compartilhe:
5 de outubro de 2020
Jonas Viana
Teleconsulta é aliada para avaliação precoce dos sintomas da Covid-19

Febre, diarreia, dores de cabeça, coriza, tosse seca e falta de ar. Estes são alguns dos sintomas da Covid-19 apresentados pela jovem paraense Jéssica Sampaio. Para ter orientação médica, junto com sua família, ela participou da teleconsulta.

“Os médicos atenderam a gente super bem, esclarecendo todas as nossas dúvidas, inclusive passando os medicamentos para o início do nosso tratamento, que foram essenciais para a nossa recuperação. Para o acesso, desde o menu principal, até o início da chamada, que não demorou, foi muito bom, principalmente para a gente não ter que ir até a emergência”, enfatiza Jéssica.

Para isso, o Sistema Hapvida oferece o serviço de teleconsulta para pacientes com sintomas do novo coronavírus e de urgência simples. Afinal, o diagnóstico precoce pode ajudar na recuperação rápida de doenças como a Covid-19. Em todo o Sistema já foram realizadas, desde abril, cerca de 57 mil consultas, para pacientes das cinco regiões do Brasil.

Sintoma de coronavírus tido como oculto

A recomendação do Ministério da Saúde é só ir ao hospital ou pronto atendimento em casos de urgência para evitar contágio com outras doenças. É importante lembrar que a Covid-19 pode causar sintomas que não são necessariamente gripais, como diarréia, dor de barriga, dor óssea e articular. “Dois sintomas que são muito associadas à Covid-19 é a perda do olfato e paladar, tornando muito característico e aumentando a suspeita da presença do coronavírus”, aponta o médico infectologista do Hapvida, Fernando Chagas. Outro sintoma que é tido como oculto para coronavírus, ocorre na pele.

“Isso é o que chamamos de exantema, que são manchas que se espalham pela pele e se assemelham as manchas da dengue, podendo vir a gerar coceira, mas de um modo geral, não coça e não é um sintoma tão comum. É só um sintoma a mais que pode ser desenvolvido ou não”, destaca o infectologista.

Mais conforto e segurança ao paciente

A ideia, como explica José Luciano Monteiro Cunha, diretor corporativo de Telemedicina do Sistema Hapvida, é promover mais conforto e segurança ao beneficiário, que pode ter acesso, no conforto de casa, à consulta médica, avaliação de sintomas e, se necessário, receita médica e atestado. Inclusive, podem ser realizadas novas consultas para o acompanhamento da evolução do paciente.

“Quando os sintomas são muito graves, as pessoas devem buscar uma unidade hospitalar, caso contrário, por meio da teleconsulta, o médico vai avaliar o paciente e solicitar, se preciso, que vá até uma unidade para um tratamento mais específico. Isso evita a ida desnecessária a uma emergência quando apresentam sintomas leves que podem ser tratados em casa”, enfatiza.

O serviço de teleconsulta do Sistema Hapvida foi desenvolvido pelas equipes internas da empresa, como Inovação, TI e Diretoria de Gestão Empresarial (DGE), além da Maida.health, holding de tecnologia do Sistema Hapvida, para acompanhar a saúde dos clientes e, junto com a população, combater o novo coronavírus. De acordo com o Gerente de Produtos da Maida.health, Luiz Gonzaga, a teleconsulta sempre foi uma aposta da empresa, que após a regulamentação do Ministério da Saúde se tornou possível.

“Aliamos a tecnologia de mercado ao nosso time de médicos e gestores para oferecer uma plataforma completa, ou seja, teleconsulta direta, com suporte a prontuário, seguimento multiprofissional, prescrição validada por certificados digitais, médicos treinados e acompanhados, indicadores de performance etc. O objetivo aqui é entregar de forma digital a mesma experiência que você tem em uma consulta real, não apenas a conversa com o médico”, explica.

Para o paciente da operadora Hapvida, ter acesso ao serviço oferecido pelo Sistema Hapvida, consulte o site da sua operadora.